12/06/09

Não posso negar que estou no Alentejo!

Vindo da escola, um calor infernal, enviando as minhas belas sms, eis que do outro lado da rua:

(ler com sotaque alentejano, sff.)
- Vá a verê compadre, vamos lá ali comer umas pataniscazinhas que hojê nãm há caracois!
Enquanto dizia isto um senhor, com uma certa idade, empurrava (do estilo 'ou vais ou levas'), o outro desgraçado que dizia que tinha que ir para casa porque a mulher estava a espera dele.

Isto só aqui!

7 comentários:

DaN disse...

graças a porra do calor.... o meu irmão está de cama e eu começo a sentir os efeitos colaterais desta treta. Engraçado foi hoje na rádio comercial dizerem que ia baixar a temperatura e no domingo ocorrencia de chuva e trovoadas, e na RFM dizerem que o I.M. tinha colocado não sei quantos distritos em alerta amarelo pelas elevadas temperaturas que se iam sentir nos proximos dias... Tal nâm tá a porra! Decidem-se!
**

Margarida disse...

blhack....
esta porra so me faz lembrar o exame de geografia

Cicerone disse...

Qual calor qual quê filha, tá um frio que até gela xD
Eu vi a mensagem, dinheiro para responder é que não havia xD Mas estava com o E. e porrei-me a rir com ele :P

Vá embora compadre, se não vai cagando cornos por esses corgos abaixo homén!

Femme Fatale disse...

eheheheh

O Espreita Aviões disse...

Alentejo...
...deixa aquela saudade.

Até breve!!

Margarida disse...

Cicerone: Pataniscas com arroz de tomate em Lisboa (onde quer que seja que nos vamos morar), que me dizes??

Femme: É, as pessoas aqui são bastante inpreviviveis!

Espreita: Pois ser 'até breve', mesmo até breve'... mas pronto tambem gosto deste 'até breve' porque é um 'até breve' simpatico. Percebeste?!? :P

O Espreita Aviões disse...

Um até breve, e um outro até breve. Ambos verdadeiros, por assim dizer, ambos com significados.

Gosto dos dois. Agradam-me para lá de muito!