25/04/10

Seres sem identidade. Ou apenas Cobardes.

Sigo e leio muitos blogs, são uns 150 mais ou menos, nem todos estão activos, por abandono ou falta de tempo. Em alguns eu vejo grandes 'queixas' sobre anónimos; que vão para lá dizer isto aquilo e mais não sei o que sobre pessoas que provavelmente não conhecem e usam o blogger como uma espécie de diário, ou mesmo para descarregar/carregar energias. A Pipoca mais Doce, por exemplo, já criou uma espécie de post semanal sobre os comentários mais parvos (sim, porque são mesmo muito parvos) que lhe deixam no blog, tal não é a carga que lhe chega às mãos...
Compreendo que seja chato, ter alguém armado em carapau de corrida a mandar pitafos, sobre a vida pessoal de quem escreve, não seja muito 'leve'.
A mim coisa que não me afecta muito são Anónimos, vá só em algumas situações, até os acho fofinhos. Chamem-me parva. Aqui lá aparece um ou outro, tipo um por ano, mas nada demais, chego a ter pena...
Fico feliz é por me sentir um ser superior, porque enquanto eu sou alguém perante uma 'comunidade' há pessoas que se preferem esconder, que nem gatos com medo de água. Esta comparação até nem faz muito sentido, é como esses parasitas...

Tudo isto porque no post que fiz sobre festivais, ali mais abaixo, depois de uma ‘banana’, que sinceramente gostava de saber quem é, apareceu-me um ‘filho incógnito’. Uma criança abandonada, que questiona os meus gostos musicais e me manda morrer longe. Que amoroso, se me conhecesse sabia que se há pessoa que mais certeza tem no que gosta/não gosta sou eu. Não sou esquisita, sou selectiva. É diferente…
Anónimozinho do meu coração, minha riqueza, meu docinho, apareça sempre que quiser, será sempre bem-vindo!
Quiçá um dia não vamos beber um cafezinho e pôr a conversa em dia. Mas apareça. Não mande o seu amiguinho imaginário.


Ah é verdade… se me quer chamar cabra que seja com dignidade, não sei se foi de propósito, se não, mas deixe corrigir, é bitch. ^^
Eu propria ás vezes me considero uma... e das egocêntricas.

13 comentários:

O Espreita Aviões disse...

Estás a deprimir-me com a treta do anónimo. Já disse que quero um. Mas não vale ires para o meu blog fazer-te de anónima que eu sei quando és tu!

Suspiro disse...

Nunca tive problemas com anónimos! E ainda bem, não tou para me chatear com isso! ;) beijocas

João disse...

eles nunca esquecem, eles nunca perdoam...

Anna Molly ♥ disse...

Eu já tive um ^^

M disse...

Há pessoas que não se sentem bem consigo próprias por isso têm necessidade de vir chatear os outros. É a única explicação (:

Joa disse...

Nunca tive( também verdade seja dita que não tenho o blog assim à muito tempo), mas é realmente deprimente essas pessoas que vêm aos blogs só para chatear =/

Jo disse...

Nem vale a pena perder tempo com coisas dessas, é mesmo o que eles querem...terem importância virtual, já que não conseguem atenção na vida real.


Bjo

*Nós* disse...

Epá epá epá eu juro que não faço dessas coisas Magá! LOL :p

*Nós* disse...

Eu sei escrever "biacth" olha que coisa! LOL

A Flor disse...

Eu é que não tenho companhias destas! Só publicidade descarada, volta não volta...

Já tive uma pergunta de um anónimo assim no formspringme, mas acho que me faz falta uma alminha assim, até para dar a vida ao cantinho, bolas!

Anna Molly ♥ disse...

Olha lá! O meu anónimo desapareceu sem deixar rasto há uns tempos xD

D* disse...

Ao menos tu tens um anónimo. Porque é que eu não tenho?! Também quero! :(
Ahahaha
Beijinho*

banana disse...

lol?